Sardinha foi rainha em Angeiras

Mais de 20 mil pessoas ouviram Quim Barreiros, Toy e Top 5

Mantendo-se a tradição, a praia de Angeiras voltou a acolher a já enraizada “Festa da Sardinha”. A organização é da Junta de Freguesia de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, e contou com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos, a TurisLavra e o Rancho das Sargaceiras e Marítimos de Angeiras.

Uma tradição local que começou no início da década de 90 na comunidade piscatória da Praia de Angeiras, um local conhecido pela sua excelência gastronómica, pela sua relação com o mar, meio de sustento das gentes desta terra.

Pela segunda vez, a organizada pela Junta de Freguesia que pretendeu continuar a desenvolver este evento como um dos festivais gastronómicos de referência de Matosinhos para a área metropolitana do Porto e a região norte de Portugal.

A animação esteve garantida para os cinco dias de festa, desde performances de rua, aos concertos no palco principal com um cartaz bem preenchido que com a participação de Quim Barreiros (dia 4), uma noite de Fados (dia 5), Toy (dia 6) e o Grupo Top 5 (dia 7). No último dia de festa, o decorreu o habitual desfile etnográfico e o Festival de Folclore do Rancho das Sargaceiras e Marítimos de Angeiras.

A Festa da Sardinha tem a marca “Matosinhos World’s Best Fish” e conta ainda com o apoio da mais antiga marca conserveira do mundo, a RAMIREZ, uma empresa em atividade de 1853, com a comercialização de mais de 40 produtos diferentes.

Rodolfo Mesquita, presidente da Junta de Freguesia congratulou-se por ter visto milhares de participantes num evento que segundo as suas palavras “tem potencial para ser uma referência no norte do país, mais propriamente na área metropolitana do Porto. A organização foi excecional e tudo decorreu da melhor forma. A adesão superou as espectativas.”